WICCA A RELIGIÃO DA DEUSA

 
 

 
A Wicca:

A Wicca é uma religião que abraça a magia, lhe da as boas-vindas e a pratica, mas a magia nao é o coração da Wicca. Os Wiccanos sao diferentes. Eles vêem a natureza como uma manifestação da divindade. Por causa disso, nós acreditamos que o fato de uma divindade masculina ser reverência sem o seu contratempo feminino é, na melhor das hipóteses, metade certo. Ambos os sexos existem na
 natureza. Se a natureza é uma manifestação da divindade, então a divindade tambem se manifesta em formas masculinas e femininas. Assim a moderna Wicca geralmente é como aspectos do poder universal. A Wicca é uma religião constituída de duas deidades igualitarias, a Deusa e o Deus. Acredita-se que essas divindade sejam energias gêmeas ou manifestações nao-físicas do poder. A Wicca está em harmonia com antigas práticas e crenças religiosas. Não é um passo atrás, nem um tapa no Cristianismo ou qualquer outra religião contemporânea baseada no masculino. A Wicca é uma religião alternativa, uma que está completando seus adeptos.
 

 

Deidades Pagãs!

 

Os nomes dos Deuses variam de panteão para panteão, de acordo com a cultura de um povoado ou nação. Para os egípcios, por exemplo, ísis seria a personificação da Grande Mãe, da Senhora, da Deusa, enquanto que, para os celtas, ela seria Cerridwen.

 

O mesmo acontece com os nomes dos deuses: Hermes é o deus mensageiro dos gregos, enquanto que Mercúrio responderia pela mesma "pasta" para os romanos. Ou Hélio seria o deus-sol dos gregos, enquanto que, para os celtas, esse seria chamado de Lugh.

 

A bruxa é muito particular na sua crença. Ela pode sentir maior afinidade pelo panteão e a tradição egípcia, por exemplo, e cultuar ísis, Bastet, Hathor, Thoth, Osíris, etc, ou se identificar mais com a história greco-romana e reverenciar os deuses deste panteão. A afinidade e atração por divindades de vários panteões é algo muito particular.

Os principais deuses e deusas, por exemplo, do panteão celta são:

 

 

Angus Mac Og - Deus da Juventude, do Amor e da Beleza na Irlanda Antiga. Um dos Tuatha de Dannan, Angus possuía uma harpa dourada que produzia música de irresistível doçura. Os seus beijos transformavam-se em pássaros que transportavam mensagens de amor.

 

Anu / Annan / Dana / Dannan - Deusa Mãe, da Abundância, sendo a maior de todas as deusas do panteão irlandês. Aspecto virginal da Deusa Tríplice, formada com Badb e Macha, guardiã do gado e da saúde. Deusa da Fertilidade, da Prosperidade e do Conforto.

 

Arawn - Regente do Inferno, Annwn, o Submundo na tradição galesa. Representa a vingança, o terror, a guerra.

 

Arianrhod - Seu nome significa Roda de Prata ou Grande Mãe Frutuosa. Arianrhod é a Face Mãe da Deusa Tríplice para os povo de Gales. Honrada em especial na Lua Cheia, ela é a guardiã da Roda de Prata, símbolo do tempo e do karma. Senhora da Reencarnação.

 

Badb - Seu nome, que se pronuncia Baid, foi traduzido como Corvo de Batalha, ou Gralha Escaldada, que representaria o caldeirão da vida, conhecido em Gales como "Cauth Bodva". Badb, deusa da Guerra, é esposa de Net, também deus da Guerra. Irmã de Macha, a Morrigu, e de Anu. Aspecto Maternal da Deusa Tríplice irlandesa. Associada ao caldeirão, aos corvos e às gralhas, Badb rege a vida, a sabedoria, a inspiração e a iluminação.

Banba - Deusa irlandesa que, juntamente com Fotia e Eriu, usava a magia para repelir os invasores.

 

Bel / Belenus / Belenos / Belimawr - Seu nome significa "brilhante", sendo o Deus do Sol e do Fogo dos irlandeses. Belenos dá seu nome ao festival de Beltane, ou Beltain, festa de purificação e fertilidade comemorada em 1 de maio no hemisfério norte. Belenos era ainda ligado à ciência, cura, fontes térmicas, fogo, sucesso, prosperidade, colheita e à vegetação.

 

Blodeuwedd - Seu nome foi traduzido como "flor branca", sendo representada, muitas vezes, com um lírio branco nas cerimônias de iniciação celtas de Gales. Criada por Math e Gwydion, o Druida, para ser esposa de Lleu, foi transformada em coruja por causa do seu adultério e da conspiração para a morte do marido. Aspecto virginal da Deusa Tríplice dos galeses, Blodeuwed tinha por símbolo uma coruja. Seu domínio é o das flores, sabedoria, mistérios lunares e iniciações.

Boann / Boannan / Boyne - Deusa do rio Boyne, na Irlanda, mãe de Angus mac Og com o Dagda.

 

Bran - O Abençoado. Bran era irmão do poderoso Manawydan ap Llyr e de Branwen, sendo filho de Llyr, do folclore galês. Associado aos corvos, Bran é o deus das profecias, das artes, dos chefes, da guerra, do Sol, da música e da escrita.

 

Branwen - Irmã de Bran e esposa do rei irlandês Matholwch. Vênus dos Mares do Norte, filha de Llyr, uma das três matriarcas da Grã-Bretanha. Branwen é chamada Dama do Lago, sendo a deusa do amor e da beleza no panteão galês.

 

Brigit / Brid / Brigid / Brig - Seu nome significa "flecha de poder". Brigit era filha do Dagda, sendo chamada A Poetisa. Outro aspecto de Danu, associada a Imbolc. Tinha uma ordem dedicada a ela, formada só por mulheres, em Kildare, na Irlanda, que se revezavam para manter o fogo sagrado sempre aceso. Deusa do fogo, fertilidade, lareira, todas as artes e ofícios femininos, artes marciais, curas, medicina, agricultura, inspiração, aprendizagem, poesia, adivinhação, profecia, criação de gado, amor, feitiçaria, ocultismo.

 

Cernunnos - Seu nome deve ser pronunciado como se tivesse um "k": kernunnos. Deus Cornudo, Consorte da Grande Mãe, deus da Natureza, Senhor do Mundo. Comumente representado por um homem sentado na posição de lótus, cabelo comprido e encaracolado, de barba, nú, usando apenas um torque (colar celta) ao pescoço, ou ainda por um homem de chifres, sendo, por isso, erroneamente comparado ao diabo dos cristãos. Os seus símbolos eram o veado, o carneiro, o touro e a serpente. Deus da virilidade, fertilidade, animais, amor físico, natureza, bosques, reencarnação, riqueza, comércio e dos guerreiros.

 

Cerridwen / Ceridwen / Caridwen - Deusa da Lua do panteão galês, sendo chamada de Grande Mãe e A Senhora. Deusa da natureza, Cerridwen era esposa do gigante Tegid e mãe de uma linda donzela, Creirwy, e de um feio rapaz, Avagdu. Os bardos galeses chamavam a si mesmos de Cerddorion, filhos de Cerridwen. Há uma lenda que diz que o grande bardo Taliesin, druida da corte do rei Arthur, nascera de Cerridwen e se tornara grande mago após tomar algumas gotas de uma poderosa poção de inspiração que Cerridwen preparava no seu caldeirão. Cerridwen é ainda a deusa da Morte, da fertilidade, da regeneração, da inspiração, magia, astrologia, ervas, poesia, encantamentos e conhecimento.

 

Dagda - No folclore irlandês, o Dagda era chamado de O Bom Deus, Grande Senhor, Pai dos deuses e dos homens, o Arquidruida, deus da magia, da terra. Rei supremo dos Tuatha de Dannan, mestre de todos os ofícios, senhor de todos os conhecimentos. Teve vários filhos, entre eles Brigit, Angus, Midir, Ogma e Bodb, o Vermelho. O Dagda tinha uma harpa de carvalho vivo que fazia com que as estações mudassem quando assim o ordenasse. Deus dos magos e sacerdotes, senhor dos artesãos, da música e das curas.

 

A Dama Branca - Conhecida em todos os países celtas, era identificada como Macha, Rainha dos Mortos, a forma idosa da Deusa. Simbolizava a morte e a destruição. Algumas lendas chamam-na de Banshee, aquela que traz a morte.

Danu / Dana / Dannan - Principal Deusa Mãe dos irlandeses, às vezes identificada com Anu. Mãe dos Tuatha de Dannan, Povo de Dana, o Povo Mágico, descendente dos deuses, que se escondeu com a chegada dos cristãos às terras celtas. Outro aspecto da Morrigu, Danu é a patrona dos feiticeiros, dos rios, das águas, dos poços, da prosperidade e abundância, da sabedoria e da magia.

 

Druantia - "Rainha dos Druidas", deusa ligada à fertilidade, às atividades sexuais, às árvores, à proteção, ao conhecimento e à criatividade.

 

Dylan - Filho da Onda, Dylan era o deus do mar para os antigos galeses, sendo filho de Gwydion e Arianrhod. Seu símbolo era um peixe prateado.

 

Elaine - Aspecto virginal da Deusa no panteão galês.

 

Epona - Seu nome significa "grande cavalo", sendo homenageada em Gales como deusa dos cavalos. Seus atributos incluíam ainda a fertilidade, a maternidade, a prosperidade, os animais, a cura e a colheita.

 

Eriu / Erin - Filha do Dagda, Erin era uma das três rainhas dos Tuatha de Dannan da Irlanda.

 

Flidais - Deusa da floresta, dos bosques e criaturas selvagens do povo irlandês. Viajava numa carruagem puxada por veados e tinha a capacidade de mudar de forma.

 

Goibniu / Gofannon / Govannon - Era o Grande Ferreiro do povo irlandês, semelhante a Vulcano. Foi ele quem forjou todas as armas dos Tuatha de Dannan. Estas armas sempre atingiam o alvo e toda ferida provocada por elas era fatal. Deus dos ferreiros, dos fabricantes de armas, da ourivesaria, fabricação da cerveja, fogo e trabalho com metais em geral.

Gwydion - O Grande Druida dos galeses. Feiticeiro e bardo do Norte de Gales, seu símbolo era um cavalo branco. Rege a ilusão, as mudanças, a magia, o céu e as curas.

 

Gwynn ap Nud - Rei das fadas e do submundo na tradição galesa.

 

Gwythyr - Oposto de Gwynn ap Nud, Gwythyr era o senhor do mundo superior, também no folclore galês.

 

Herne - O Caçador, era associado a Cernunnos, o Deus Cornudo, e acabou sendo, também, associado à floresta de Windsor.

 

O Homem Verde (Green Man) - O Homem Verde tinha os mesmos atributos de Cernunnos, sendo igualmente uma divindade cornuda que habitava as florestas. Deus dos bosques, seu nome, em galês antigo, é Arddhu (O Escuro) ou Atho.

 

Llyr / Lear / Lir - No folclore galo-irlandês, Llyr era o deus do mar e da água, sendo considerado, ainda, senhor do mundo subterrâneo. Llyr era pai de Manawyddan, de Bran e de Branwen.

 

Lugh / Luga / Lamhfada / Llew / Lug / Lug Samildanach / Llew Llaw Gyffes / Lleu / Lugos - Na Irlanda e em Gales, Lugh era chamando O Brilhante. Deus do Sol e da guerra, era associado aos corvos, tendo por símbolo, em Gales, um veado branco. Sua festividade é Lughnasadh, outra festa da colheita. Era filho de Cian e de Ethniu. Tinha uma espada e uma funda mágica. Lugh era carpinteiro, pedreiro, ferreiro, harpista, poeta, druida, médico e ourives. Seu domínio incluía a magia, o comércio, a reencarnação, o relâmpago, a água, as artes e ofícios em geral, viagens, curas e profecias.

Macha - O Corvo. Rainha da Vida e da Morte no panteão irlandês. Um dos aspectos da Morrigu, era reverenciada também em Lughnasadh. Após uma batalha, os irlandeses cortavam as cabeças dos vencidos e ofereciam a Macha, sendo este costume chamado de A Colheita de Macha. Deusa protetora da guerra, e da paz, Macha regia também a astúcia, a força física, a sexualidade, a fertilidade e o domínio sobre os machos.

 

Manannan mac Lir / Manawyddan ap Llyr / Manawydden - Filho do deus do mar, Llyr, era homenageado como uma das principais divindades do mar pelos irlandeses. Reverenciado ainda como protetor dos navegadores, deus das tempestades, da fertilidade, da navegação, dos mercadores e do comércio. Tinha uma armadura mágica que se dizia ser impenetrável.

 

Math Mathonwy - Deus da feitiçaria, da magia e do encantamento no folclore galês.

 

Merlin / Merddin / Myrddin - Figura já conhecida do círculo da mitologia arturiana, este era o Grande Feiticeiro, o Druida Supremo dos galeses. Dizia-se que aprendeu sua magia (que não era pouca) com a própria Deusa, sob os nomes de Morgana, Viviane, Nimue ou Rainha Mab. A tradição diz que Merlin dorme numa caverna de cristal depois de enganado por um encantamento de Nimue. Merlin era o senhor da ilusão, da profecia, da adivinhação, das previsões, dos artesãos e ferreiros. Diz-se ainda que tinha grande habilidade de mudar de forma.

 

Morrigu / Morrigan / Morrighan / Morgan - A Morrigu era tida como a Grande Rainha, Senhora Suprema da Guerra, Rainha dos Fantasmas e Rainha Espectro, pois possuía uma forma mutável. Reinava sobre os campos de batalha, ajudando com sua magia. Representa o aspecto idoso da Deusa Tríplice, sendo associada aos corvos e gralhas. Patrona das sacerdotisas e feiticeiras.

 

Nuada / Nuda / Nodons / Nodens / Lud / Llud Llaw Ereint - No folclore galo-irlandês, era reverenciado como o senhor dos deuses, como Júpiter. Possuía uma espada invencível, guardada pelos Tuatha de Dannan. Nuada era o deus da cura, da água, dos oceanos, da pesca, da navegação, dos carpinteiros, ferreiros, harpistas, poetas e narradores de histórias.

 

Ogma / Oghma / Ogmios / Grianainech / Cermait - Herói semelhante a Hércules, Ogma tinha uma enorme maça com a qual defendia seu povo, os Tuatha de Dannan, sendo eleito seu campeão. A tradição diz que foi ele quem inventou o alfabeto ogham, utilizado pelos antigos druidas, baseado em árvores consideradas mágicas. Ogma rege a eloquência, os poetas, escritores, a inspiração, a força física, a linguagem, a literatura, as artes, a música e a reencarnação.

 

Rhiannon - Grande rainha dos galeses, Rhiannon era a protetora dos cavalos e das aves. Rege os encantamentos, a fertilidade e o submundo. Aparece sempre montando um veloz cavalo branco.

Scathach / Scota / Scatha / Scath - Seu nome traduzia-se como A Sombra, Aquela que combate o medo. Deusa do submundo, Scath era a deusa da escuridão, aspecto destruidor da Senhora. Mulher guerreira e profetisa que viveu em Albion, na Escócia, e que ensinava artes marciais para os guerreiros que tinham coragem suficiente para treinar com ela, pois era tida como dura e impiedosa. Não foi à toa que o adestramento do herói Cu Chulainn foi levado a cabo por ela mesma, considerada a maior guerreira de toda a Irlanda. Scath era ainda a patrona dos ferreiros, das curas, magia, profecia e artes marciais.

 

Taliesin - Taliesin o Bardo, foi o druida chefe da corte de Arthur, um dos maiores reis da Inglaterra. Dominava a arte da escrita, a poesia, a sabedoria, a magia e a música. Taliesin é tido como patrono dos druidas, bardo.

 

 

 

Você Sabia?

Antigamente, as ciganas costumavam ser consideradas bruxas. Em 1427 o bispo de Paris mandou excomungar todos os parisienses que tinham consultado as ciganas. Hoje, os bispos costumam ser um pouco mais tolerantes, e consultar uma cigana não é mais motivo para excomunhão, embora muitos padres e pastores ainda o considerem um pecado. 
 
 
Você Sabia?

Na pg 32 do Correio da Unesco (dezembro de 1984) "explica-se a presença dos ciganos no Brasil pela sistemática perseguição que lhes moveu o tribunal do santo ofício, que os considerava hereges, feiticeiros e inconvenientes à sociedade da época. As penas a que estavam sujeitos eram muito rigorosas."
 
Você Sabia?

“Ciganos foram caçados como bestas selvagens, enterrados vivos nos pântanos, suspensos vivos sobre defumadores. Acusados, torturados e condenados. Foram empalados, queimados, esquartejados, decapitados, por crimes que jamais cometeram. Ainda hoje, embora sem torturas, são acusados de tudo de mau que acontece em qualquer cidade. São obrigados a morar em lixeiras, não tem acesso a qualquer benefício/assistência social. É uma luta diuturna pela sobrevivência”.

Assede Paiva - Ciganos na História do Brasil
 
 

Pentaculo de Luna:


Cor Positiva: Violeta
Cor Negativa: Azul

O Pentaculo de Luna representa as visões profeticas, sonhos, segurança, prevenção de roubos, resolução de brigas. Mulheres, público geral, personalidade, mudanças e oscilações, viagens breves e remoçoes, reações de sentido.
 

 
O pentagrama, a estrela de cinco pontas, por sua vez, é o símbolo, mais utilizado pelos wiccanos, e praticamente obrigatório na maior parte das tradições wiccanas. Este não é exclusivamente Wicca; o pentagrama era o signo secreto dos Pitag
óricos. Embora haja distinção entre a doutrina exotérica de Pitágoras (que concerne a conexão entre música e aritmética e o vínculo da matemática à ciência) e a esotérica, dirigida aos iniciados, pode-se dizer que tanto para um quanto para outro o pentagrama é uma indicação da vida e da inteligência, e para os Wiccanos simboliza ainda os quatro elementos acrescentado do Espírito, no ponto mais alto do ângulo.
 
 
 
 
Instrumentos Mágicos:

Athame:


O Athame (pronuncia a-tha-me ou A-ta-me). Os primeiros Athames eram feitos de uma liga de níquel e ferro encontrada em meteoros e eram considerados os relâmpagos dos deuses. O Athame tambem pode ser chamado de "Adaga Mágica", uma versão primitiva e que aparece no Grimório chamado "Clavicula de Salomão", datando de 1572, no qual está grafado "Arthana". Seu Athame será usado para direcionar energias assim como a "Varinha", consagrar água e sal, abertura do círculo e banir entidades indesejadas. Tradicionalmente, deve ter de vinte centímetros de comprimento, uma lâmina de dois gumes e cabo preto.
 
 
 
 
Instrumentos de Magia::. 

 
 
"A Varinha"
 

Na minha opinião, a mais importante ferramenta mágica é a varinha, especialmente associada aos poderes da adivinhaçao e profecia. Para o Bruxo(a), a varinha é uma extensão de si mesmo, uma medida de sua habilidade, sabedoria e imaginação. Em algumas tradições as varinhas podem ser feitas de metal, bem como de madeira. A varinha permaneceu um símbolo clássico dos feiticeiros e feiticeiras, de tal forma que os mágicos de palco muitas vezes realizam cerimonias especiais de quebra da varinha no funeral de seus membros.
( Atribuição de credito e criação e confecção das varinhas magicas ao meu amigo LUIZ RICARDO FIAT LUX OLIVARAS) 
 

 

 
O Chamado da Deusa para um Novo Começo:

Vinde todos, gentis pagãos,
Vinde todos de boa vontade; a mesa do estima está posta,
Os jarros estão cheios de bebidas.
Vinde regozijar-vos conosco
-Este é um dia sagrado! Com hinos alegres que anunciam A virada de um novo começo.
 

 
Atraindo as Fadas:

Fadas adoram sino dos ventos. Experimente colocar numa árvore um sino dos ventos e pequenas florzinhas coloridas de papel enfeitando. Incensos e música de flauta sao tambem bem-vindos por estes graciosos elementar do ar. Na sua casa voce pode ofertar uma fruta as fadas, deixando-a pendurada numa árvore com fitas coloridas, estes pequenos agrados garantem a presença benéfica das fadas na sua vida com abundância e fluidez na sua prosperidade.
 
 

 
Eu me levanto hoje pela força dos Céus, pela luz do Sol, pelo brilho da Lua, pelo resplendor do Fogo, pela presteza do Vento, pela profundidade do Mar, pela estabilidade da Terra, pela firmeza da Rocha. Para dizer seja todos bem vindos a meu "Grimorio de Bruxo" onde nao há segredos que nao possam ser revelados.
 

 
A Coruja:


As Corujas foram por muito tempo associadas a sabedoria e a Feiticeiroas(os). Merlim tinha um pássaro que se chamava Arquimedes e Harry Potter tambem a sua, Edwiges!!! A Coruja pode ser considerada um animal de simbologia polêmica. Alguns povos acreditavam que este misterioso pássaro noturno trazia bons fluidos, enquanto a grande maioria a associava a morte e aos espíritos que assombravam a noite. "Existe tambem a crença de que para que uma coruja, para dar sorte e trazer bons fluidos, precisa ser ganhava ou achada, nunca comprada. Isso vale para as verdadeiras".
 
 
 
 

 
Você Sabia?::.

Talvez voce ja tenha ouvido falar da Aurora Boreal, que preenche os céus dos países do Hemisfério Norte com "cortinas", "lanças" e "chamas coloridas" dançarinas, brilhantes, etereas, de luzes da cor do arco-íris. Estas exibições maravilhosas sao causadas pela ionizaçao (retirada dos eletrons) de partículas do Vento Solar, quando sao sugadas para dentro dos "horizontes de eventos" do campo magnético da terra ao redor dos polos magnéticos. Isso é o que acontece dentro de uma luz fluorescente, incluindo uma "luz negra".
 
 

 

 
 
 
 
"Prece de Proteção

Que o mal se vá para longe de mim;
Que o mal não retorne de onde veio apenas se acabe;
Que o mal não se repita, e se afasta da maneira mais positiva de mim;

Oh, senhora da sabedoria, me livre, me cure, me abençoe, proteja-me;
Senhora da Sabedoria abra meus caminhos e caminhe comigo até que eu esteja segura;
Que assim seja e que assim se faça."
 
 
 
 
 
 
Coração da Grande Mãe

Escute o coração da Grande Mãe que chama por seus filhos...
Viva com intensidade e sempre com prudencia e paciência...
Aprenda e ensine...

Ajude e deixe-se ser ajudado...
Fortaleça sua fé porque mais que se ligar em uma religião é necessário se fortalecer na fé inabalável...
A fé construída do amor... amor equilibrado...


Abençoados Sejas aqueles que escutam o chamado do amor... 
... o chamado da Deusa.
 
 
 
 
 
 
 
 
Filha da Lua

E quando alguém me perguntar o que sou?
Você dirá que viu a Deusa e a amou, e filha da Lua você se lembrou de ser...
Somos todos essências de um Amor...

Maxinne GreennWollf
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Adoração das Bruxas

"Os poderes invisíveis que mais interessaram ao homem nos primórdios de sua história
foram os poderes da fertilidade e do contato com o espirito do mundo, da vida e da morte.
Estes são os poderes básicos que tornaram-se as divindades das bruxas, 

e sua adoração é tão antiga quanto a própria civilização."

Gerald Gardner
 
 
 
 
 
 
 
 
Filhos do Fogo Iniciador

Porque mais que formalidades ou o que seja dito ou imposto pela vontade do homem, o que deve prevalecer é os princípios básicos dos Deuses, que muitas vezes não tornamos como vital em nossas jornadas pois os trocamos por rituais elaborados e teorias feitas de bloco nos demonstram como perfeitos e magníficos e não como filhos do universo, filhos do amor total, filhos do fogo iniciador, centelhas de algo maior. - Maxinne GreennWollf
 
 
 
 
 
 
 
Água de lua 

A água de lua é um dos ingredientes principais de poções, perfumes e também de uso puro de um feiticeiro das florestas.

Como fazer:


Apenas deixe água cristalina sob a lua, numa segunda-feira e de preferência nos três primeiros dias da fase da lua. Não deixe mais que 4 horas, e sempre a noite. Não pode pegar a luz do dia. Conserve numa ânfora ou garrafinha de prata ou de louça, também pode ser em vidro âmbar, mas deve ficar num armário para não pegar luz.

Quais as águas e para que servem:

DE LUA NOVA: Desenvolve a introspecção, silencio interno, paz, yin, ocultar-se, esfriar.

DE LUA CRESCENTE: Aumenta tudo o que toca. Faz crescer, prosperidade, amor, crescimento pessoal e físico, cabelos.

DE LUA CHEIA: Usada na maioria das poções, ela tem o poder da mãe lua, da intuição, do feminino sagrado, da abundancia, do amor, magia, da cura.

DE LUA MINGUANTE: Limpa, diminui, contrai, esvazia. Use nas poções de banimento e quebra de feitiço, mas não nas de proteção, pois para proteção é a de lua cheia e as de invisibilidade use água de lua nova.
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Lei do retorno...

A lei do retorno é infalível: Nada do que se faz na vida fica sem um retorno, seja ele bom ou ruim. Portanto todos os atos devem ser bem pensados para que não se tenha que pagar um preço bem alto depois...
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Invocando A Deusa

Oh crescente dos céus estrelados. 

Oh florida das planícies férteis.


Oh fluente dos sussurros do oceano,

Oh abençoada da chuva suave;

Ouça meu canto dentre as pedras erguidas,

Abra-me para sua luz mística,

Desperte-me para suas tonalidades prateadas,

Esteja comigo em meu rito sagrado
 
 
 
 
 
 
 
 

"Senhora dos Quatro Elementos"

(oração tradicional wiccana)



A Sua Arte, Senhora, veio à luz.

Quem poderá escapar de seu poder?

Sua forma é um eterno mistério;

Sua presença paira sobre as terras quentes.

Os mares te obedecem, 

As tempestades se acalmam. 

A sua vontade detém o dilúvio.

E eu, tua pequena criatura,

Faço a saudação:

Minha Grande Rainha,

Minha Grande Mãe!